home aviso  
artigos eventos noticias links profissionais    
 

Dermatologia Nevos melanocíticos (pintas) e melanoma

Uniderma

Os nevos ("pintas" ou "sinais") são lesões de pele pigmentadas, muito freqüentes e que podem estar presentes desde o nascimento ou surgir durante a vida. Praticamente todas as pessoas as apresentam, porém em número bastante variável.

Os nevos podem ter diversos aspectos clínicos no que se refere à cor (cor da pele, róseos, azuis, acastanhados ou negros), forma (redondos, ovais ou irregulares), tamanho, relevo (manchas, nódulos achatados ou elevados), superfície (lisa ou enrugada) e, presença ou não de pelos.

Os nevos apresentam diferentes padrões de evolução – podem apresentar alterações de cor, aumentar, diminuir ou até desaparecer. Essas alterações podem não ter qualquer importância ou representar risco de malignização.

Existem vários tipos de nevos melanocíticos (congênito, atípico, displásico, juncional, intradérmico, composto, etc) e alguns são mais propensos à transformação em câncer de pele. O câncer que se desenvolve a partir dos nevos é um tumor cutâneo chamado melanoma. Se detectado precocemente pode ser curável, mas também pode ter um comportamento bastante agressivo e causar a morte. Geralmente se manifesta como mancha ou nódulo, ulcerado ou não, e de cor castanho escura ou negra.

Visando-se a prevenção do melanoma, cada vez mais se chama a atenção para a importância da classificação e do controle dos nevos melanocíticos. Essa conduta é ainda mais importante nos indivíduos de pele muito clara ou com lesões múltiplas ou antecedentes familiares de nevos atípicos e de melanoma.

A prevenção é feita através de exames dermatológicos e de auto-exames periódicos. Atualmente se dispõe de um exame complementar, denominado dermatoscopia ou microscopia de superfície, que através de uma lente de aumento, permite uma avaliação mais detalhada das características de cada lesão. Sempre que possível a dermatoscopia deve ser acompanhada de registro fotográfico, o que possibilita um estudo comparativo dos nevos.

Basicamente são quatro os aspectos importantes que devem ser observados ao se examinar um nevo: assimetria - uma metade da lesão não se parece com a outra; bordas irregulares, recortadas, mal definidas ou abruptas; coloração variada -presença de vários tons: castanho, azul, preto, branco, cinza, vermelho; diâmetro da lesão.

Cada vez mais as medidas de fotoproteção são valorizadas como fundamentais na prevenção do melanoma. Como medidas de fotoproteção consideramos não só o uso correto dos filtro solares, mas toda uma conscientização em relação aos efeitos nocivos do sol na pele, o respeito aos horários menos deletérios para a exposição, uso de roupas adequadas para atividades ao ar livre,etc.

Sempre que a aparência de uma "pinta" for motivo de preocupação ou se ocorrerem alterações no seu aspecto, a atitude correta é consultar um dermatologista.

  Publicado em 08.12.1997

| voltar |

 
  Saúde Total © 1997~2010. Todos os direitos reservados.