home aviso  
artigos eventos noticias links profissionais    
 

Doação de Sangue

Dr. José Augusto Barreto
Médico Hematologista

1 - A importância da doação de sangue

Não existe substituto para o sangue ou seja, ainda não se conseguiu produzi-lo em laboratório.

2 - Doador de sangue

Só precisa

bullet Ter entre 18 e 60 anos
bullet Pesar no mínimo 50 Kg
bullet Ser saudável
bullet Não estar em jejum
bullet Ter dormido bem a noite passada

Não pode doar sangue

bullet Se estiver com gripe, febre ou qualquer tipo de infecção.
bullet Se teve hepatite após os 10 anos de idade.
bullet Se estiver alcoolizado
bullet Se for usuário de droga endovenosa.
bullet Se for homossexual masculino

3 - A doação

bullet Todo material utilizado é descartável e de uso único, não trazendo àquele que doa qualquer risco de adquirir AIDS ou qualquer outra doença infecciosa.
bullet Após a punção da veia, a coleta dura em torno de 10 minutos.
bullet Ao termino é importante permanecer na cadeira de doação por alguns minutos pois pode acontecer uma leve tontura. Isto se deve ao fato do organismo ter que se adaptar ao volume de sangue que foi retirado.
bullet Ao termino da doação, o doador não deve deixar o local sem tomar o lanche, principalmente tomar suco e no decorrer do dia ingerir liguidos em maior quantidade do que o habitual.

4 - Tipos de doação existentes

Além da doação que é chamada de convencional, na qual se coleta aproximadamente 450 ml de sangue, pode-se, com a utilização de equipamentos especiais, os quais são chamados máquinas de aferese coletarmos apenas os componentes que compõem o sangue, os quais são: hemácias ou glóbulos vermelhos, plaquetas, granulócitos e plasma. Na maioria das vezes o que se coleta são plaquetas, pois os pacientes portadores de doenças malignas principalmente os portadores de leucemias agudas necessitam de grandes quantidades de unidades de plaquetas e de um único doador utilizando-se a coleta por aferese podemos coletar o equivalente a 6 a 8 unidades da coleta convencional, ou seja com poucos doadores podemos atender a um paciente.

5 - Exames realizados no sangue doado

Para saber o tipo sanguíneo, realiza-se a tipagem ABO e Rh.

Para identificar doenças que o doador pode ser portador e transmitir para o paciente que vai receber o seu sangue, que são chamadas doenças transmissíveis por transfusão de sangue. Realizamos exames para as seguintes doenças: Hepatite B e C, HIV(AIDS), Sífilis, Doença de Chagas e HTLV I/II.

6 - Saiba o que significa processamento do sangue

A partir do sangue que coletado, o qual é chamado sangue total , por conter todos os componentes presentes no sangue. Utilizando-se uma centrífuga apropriada, consegue-se separar: plasma, plaquetas, hemácias e crioprecipitado. A vantagem é que o paciente só recebe o componente que precisa e a partir de uma única doação podemos atender mais de um paciente.
  Publicado em Nov/2000

| voltar |

 
  Saúde Total © 1997~2010. Todos os direitos reservados.