home aviso  
artigos eventos noticias links profissionais    
 

O que é um fisiatra?

Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação

Um fisiatra é um médico especializado em Medicina Física e Reabilitação. O campo de atuação do fisiatra vem crescendo consideravelmente, paralelo à melhoria da qualidade de vida e ao progresso da medicina, que permite o aumento da sobrevida de pessoas com doenças que poderiam ter sido fatais. A especialidade atende a todos os grupos etários e trata de problemas que afligem a todos os sistemas orgânicos.

Como surgiu a especialidade?

A medicina física e reabilitação (MF & R) começou nos anos 30 tratando de distúrbios músculo esqueléticos e neurológicos, mas ampliou sua área de ação após a 2a Guerra Mundial, quando milhares de combatentes retornaram aos Estados Unidos com lesões físicas muito sérias. O trabalho de auxiliá-los a se reintegrarem às suas vidas, de modo produtivo, deu uma nova direção à especialidade. Finalmente, em 1947, a MF & R foi reconhecida pelo Conselho Nacional de Especialidades Médicas Americano. No Brasil, a criação do Imperial Instituto dos Meninos Cegos é considerado o marco inicial da especialidade no pais. Porém, somente em 1954 a Fisiatria foi reconhecida como especialidade médica, com a fundação da Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação, filiada à Associação Médica Brasileira. (A.M.B).

De que tipo de problemas os fisiatras tratam?

Os fisiatras tratam de uma ampla variedade de doenças, que vão desde dor nos ombros até lesão da medula espinhal e da coluna vertebral. A preocupação da especialidade é restaurar a função dos órgãos ou membros afetados. Os fisiatras tratam da dor aguda e crônica. Eles podem atender a uma pessoa que sente dor nas costas após ter carregado objetos pesados, ao jogador que teve uma torção durante uma partida e precisa se recuperar para voltar a jogar ou a uma dona de casa que sente dor na mão produzida por uma síndrome do túnel do carpo. Pessoas com artrite, tendinite, qualquer tipo de dor reumática e danos provocados pela prática de esportes ou acidentes no trabalho, necessitam também de atenção dos fisiatras.

Os fisiatras cuidam ainda de doenças muito sérias do sistema músculo esquelético, que levam a limitações funcionais muito severas. Eles tratam, por exemplo, de um bebê com mal formações congênitas, pessoas que sofreram grave acidente de carro ou idosos com seqüela de fraturas de bacia ou do fêmur, bem como de lesões medulares e cerebrais, derrames, amputações, e algumas doenças degenerativas como a esclerose múltipla . Todos esses pacientes necessitam de um longo processo de reabilitação.

Qual o papel do fisiatra no tratamento?

Um fisiatra pode tratar de pacientes diretamente, chefiar uma equipe multidisciplinar ou atuar como consultor. Aqui estão algumas situações da vida diária que demonstram as diferentes funções de um fisiatra.

Um carpinteiro sente dor nas costas que se irradia para sua perna após ter carregado madeiras pesadas Ele procura um fisiatra, que ouve sua história, examina o atenciosamente e realiza todos os exames necessários ao diagnóstico do seu problema: uma hérnia de disco. O fisiatra programa a terapia adequada, monitoriza a e acompanha seu caso até a sua recuperação; quando isso não acontece encaminha para o cirurgião e planeja toda a recuperação funcional pós operatória.

Uma mulher sofre lesão de medula espinhal num acidente de carro e fica paralisada da cintura para baixo. O fisiatra avalia a lesão e, com a paciente e uma equipe de profissionais de saúde, estabelece o programa de reabilitação. A fisiatra cabe coordenar o tratamento médico e a equipe multidisciplinar, possibilitando assim o máximo de recuperação funcional da paciente. A composição desta equipe pode variar, dependendo das necessidades de cada caso e pode incluir médicos de outras especialidades e profissionais como enfermeira, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, assistente social, psicólogo, fonoaudiólogo, orientador vocacional, técnico desportivo e nutricionista.

Um bebê teve problema de oxigenação durante o parto e desenvolveu paralisia cerebral. O fisiatra é chamado para orientar o tratamento e a reabilitação, prevenindo seqüelas que poderão ter importante repercussão pelo resto da vida da criança.

Como os fisiatras chegam a um diagnóstico?

Os meios de diagnóstico do fisiatra são os mesmos que os de outros médicos, acrescidos de técnicas especiais como a eletromiografia, estudo de neurocondução, potenciais evocados , espiroergometria e avaliação isocinética computadorizada. Estas técnicas auxiliam o fisiatra a diagnosticar doenças que causam dor, fraqueza, formigamento, limitação do movimento e deformidade.

Que tipo de tratamento os fisiatras oferecem?

Os fisiatras oferecem um largo espectro de serviços médicos. Eles não realizam cirurgias, mas podem prescrever medicações e dispositivos como colar cervical ou membros artificiais. Utilizam também diversas terapias como a termoterapia (uso do calor frio), eletroterapias, massagens, "biofeedback", tração, manipulação, laserterapia, acupuntura e exercícios terapêuticos.

Onde os fisiatras trabalham?

Os fisiatras trabalham em centros de reabilitação, hospitais e consultórios particulares. Eles têm formação geral, porém alguns se dedicam à reabilitação em área específica como a pediatria, medicina esportiva, geriatria, neurologia e muitas outras.

Que diferença faz se tratar com um fisiatra?

Desde que a preocupação da fisiatria é a reabilitação máxima da funcionalidade do paciente, a diferença que pode haver é grande. No caso de uma hérnia de disco, o fisiatra não somente cuida da fase aguda, mas trata o paciente até a completa melhora, encaminhando o à cirurgia sempre que necessário. O fisiatra também ensina aos pacientes como prevenir lesões futuras.

Outro exemplo é uma fratura da bacia em uma pessoa idosa. Esta situação pode limitar muito a movimentação, mas, com a reabilitação cuidadosa, pode se voltar a andar e a fazer exercícios.

A fisiatria não se restringe a uma especialidade médica; é um trabalho integrado médico, social e vocacional de reabilitação. É por isso que a qualidade de vida dos pacientes submetidos ao tratamento fisiátrico melhora significativamente.

Onde eu posso obter mais informações sobre a fisiatria?

Entre em contato com:
Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação
Rua Diderot, 43 - Vila Mariana - São Paulo
(011) 549-0111
  Publicado em: 20.02.1998

| voltar |

 
  Saúde Total © 1997~2010. Todos os direitos reservados.