home aviso  
artigos eventos noticias links profissionais    
 

Saúde Bucal Cuidados com sua boca

Dra. Lúcia Nagib Kfouri
Cirurgiã Dentista

ESCOLHA DA ESCOVA DENTAL

Ela deve ser sempre macia, seja para uso de crianças ou adultos. Escova de cerda média ou dura maltrata a gengiva, fazendo com que esta gengiva vá se retraindo e expondo a raiz do dente o que causa dor. O adulto pode também usar escova infantil. A cabeça pequena desta escova facilita a escovação principalmente dos dentes posteriores. Uma escova dental não é para a vida toda: deve ser trocada em média a cada 2 meses ou tão logo ela se deforme.

CREME DENTAL

Existem hoje no mercado os mais variados tipos de combinações. Recomenda-se muito cuidado com aqueles que possuem materiais abrasivos (ditos para clareamento dos dentes). Eles podem causar verdadeiros desgastes prejudiciais. Pastas dentais com sabores podem ser usadas para incentivar a criança a escovar seus dentinhos.

Como os cremes dentais costumam causar ardência na boca, a pessoa não escova direito porque quer se ver livre depressa daquele ardor. Para evitar isto, basta que coloque na escova, só um pouquinho da pasta pois o mais importante é o trabalho da escova e não a pasta.


FIO DENTAL

É de grande utilidade na limpeza dos espaços entre os dentes onde a escova não consegue atingir. Deve ser usado após toda escovação. Ele e a escova são imprescindíveis para que não se instale o tártaro. Existe o fio e a fita dental, a diferença está apenas na largura.

LÍNGUA

Por incrível que possa parecer, poucas pessoas sabem que a língua precisa também ser escovada. O mau hálito vem também de depósitos de alimentos na língua. Olhe sua língua no espelho: se ela estiver branca, não está limpa. Língua sadia é vermelha.

DOCES

Afinal deve-se ou não comer doces?! O açúcar é necessário para o organismo, razão por que doces, chocolates, etc. podem ser ingeridos. Apenas é preciso observar que, não é tão importante a quantidade de doces mas o tempo que eles permanecem na boca.

Isto quer dizer o quê? Doces devem servir apenas como sobremesa, ou seja, somente após as refeições porque os dentes serão escovados em seguida. Dois tabletes de chocolate, por exemplo, se ingeridos nos almoço ou no jantar, não trazem o mesmo malefício que um único chiclete mastigado o dia todo. Neste último caso o açúcar permanece muito tempo na cavidade oral e, sem dúvida, os dentes serão afetados. A mamadeira, por exemplo, quando dada à criança na hora de dormir (pior ainda se estiver adoçada com açúcar), é um verdadeiro desastre para os dentinhos já que o açúcar vai agir por 6 a 8 horas, provocando o que é conhecido como "cárie de mamadeira".

EXTRAÇÃO DE DENTE (cuidados posteriores)

A Odontologia hoje está tão adiantada que poucas vezes um dente precisa ser extraído. Existem inúmeros recursos para evitar a avulsão do dente. Suponhamos, porém, que por alguns motivos é feita a indicação da extração. Como proceder após esta cirurgia? No dia da extração e no dia seguinte deve-se adotar 3 condutas básicas:

  1. Não colocar nada quente na boca (o calor provoca hemorragia). Somente frio ou gelado.
  2. Não fazer bochechos com nada, nem com água (o bochecho pode remover o coágulo, que é responsável pela cicatrização, e com isto ocasionar hemorragia)
  3. Alimentação: para evitar que algum alimento caia na cavidade recém aberta, recomenda-se nestes dois dias ingerir apenas líquido frio.

Havendo hemorragia após uma extração dentária, a conduta deve ser: fazer um rolo com uma gaze estéril, colocar na cavidade que sangra e morder em cima por 15 minutos. Se parar é porque era apenas um sangramento, considerado até normal. Se o sangue continuar jorrando após este tempo, é preciso de imediato procurar um hospital ou pronto-socorro para tomar uma injeção anti-hemorrágica.

BRUXISMO

Este nome feio é dado para o hábito de ranger os dentes. Este hábito costuma se intensificar à noite e é bastante prejudicial pois provoca grandes desgastes nos dentes. Costuma estar associado a stress, problemas emocionais. No que se refere à parte odontológica, é feita uma placa que é usada especialmente à noite. Esta placa inibe o movimento do bruxismo.

GENGIVA QUE SANGRA

É comum o paciente chegar ao consultório, alegando uma série de causas para o sangramento da sua gengiva. Não adianta inventar desculpas. A verdade é apenas uma: a gengiva só sangra quando não se escova direito os dentes. É o aviso que o organismo dá. Caso não se tome os cuidados devidos, o sangramento para só que começa um processo muito mais grave e que pode até fazer com que o dente não se sustente mais e caia.

É tão fácil manter a saúde de sua boca: use direito a escova dental!
  Publicado em 28.02.1998

| voltar |

 
  Saúde Total © 1997~2010. Todos os direitos reservados.